Mapa da Feira

Escritores da 10ª edição (2013)

Carlos Liscano Uruguai

É dramaturgo e um dos mais destacados escritores uruguaios da atualidade. Sua obra já foi traduzida a vários idiomas. Foi ganhador do Prêmio de Teatro da La Intendencia Municipal de Montevideu e do premio de teatro Edito do Ministério da Educação e da cultura em 2002.

Martín Kohan Argentina

É um dos principais escritores da literatura latino-americana da atualidade. Doutor em letras, é crítico literário e professor na Universidade de Buenos Aires e na da Patagonia. Escritor de Ensaios, Novelas e Contos. Entre suas obras destaca-se Zona Urbana, Uma Pena Extraordinária e Bahia Branca.

Péricles Prade

É advogado, jornalista e escritor brasileiro. É considerado um dos principais autores de literatura fantástica no Brasil. Sua obra diversificada inclui prosa de ficção, ensaios e poesia. Em 31 de março de 1973 foi empossado na cadeira 28 da Academia Catarinense de Letras, da qual hoje é presidente. Também presidiu a União Brasileira de Escritores, de 1980 a 1982. Foi vice-prefeito de Florianópolis.

Roseana Murray

Autora de mais de 60 livros publicados. Recebeu o prêmio da melhor poesia da FNLIJ de 1986, 1994 e 1997. Recebeu o APCA de 1990 pelo livro Artes e Ofícios. Entrou para a lista de honra do I.B.B.Y em 1994 pelo livro Tantos Medos e Outras Coragens tendo recebido seu diploma em Sevilha, Espanha.

Mônica Buonfiglio

Escritora com mais de 60 livros publicados no Brasil e no Exterior, tendo sido recordista de vendas nos anos de 95 e 96 com o livro Anjos Cabalísticos. Autora de histórias do gênero espiritual, transcedental, realiza congressos e atua como colunista do Portal Terra.

Thalita Rebouças

Jornalista e escritora. Lançou mais de 12 livros e já vendeu mais de 1 milhão de exemplares. Sua carreira é marcada pela paixão, pelo contato com o público e pela participação intensa em feiras de livros, autografando sempre todos os dias durante as bienais do Rio e de São Paulo.

Léo Cunha

É escritor, tradutor e jornalista. Publicou mais de 40 livros infantis e juvenis, livros de crônicas e diversas traduções. Recebeu os principais prêmios brasileiros voltados para a literatura infantil: Prêmio Nestlé, Jabuti, João de Barro, FNLIJ, Concurso de Histórias Infantis do Paraná. Diversos de seus livros receberam o selo Altamente Recomendável, da FNLIJ. Como professor de Jornalismo, foi um dos vencedores do projeto Rumos Itaú Cultural, na categoria Jornalismo Cultural, em 2009. É membro fundador da Associação de Escritores e Ilustradores de Literatura Infantil e Juvenil (AEI-LIJ), na qual já ocupou o cargo de secretário-geral. É membro do Coletivo 21, grupo de escritores mineiros.

Marina Colasanti

É escritora, artista plástica e roteirista, com passagem pela TV. Recebeu quatro prêmios Jabuti: poesia, crônica e literatura infantil. Recebeu prêmios literários da FNLlFIJ (Fundação Nacional do Livro Infanto Juvenil), da FUNCEF!UNICEF, e o latino-americano Prêmio Norma-Furndalectura.

Ignácio Loyola Brandão

Romancista, contista, cronista e jornalista. “O ganhador” (romance) de 1987 recebe os Prêmios Pedro Nava (da Academia Brasileira de Letras) e Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) na categoria “Melhor Romance”. Recebe o Prêmio Jabuti de “Melhor Livro de Contos”, em 2000, por “O homem que odiava a segunda-feira”. Em 2008, o romance O Menino que Vendia Palavras, publicado pela editora Objetiva, ganhou o Prêmio Jabuti de melhor livro de ficção do ano.

Maria Antonieta Antunes Cunha

Doutora em Letras e professora da Universidade Federal de Minas Gerais e PUC-MG. Diretora do Programa Nacional do Livro e da Leitura do Ministério da Cultura.

Daniel HDR (Daniel Horn de Rosa)

Profissional de histórias em quadrinhos desde os 14 anos. Ilustrador de várias editoras e a partir de 1995 estreou no mercado norte-americano de HQs, na editora Image Comics, com personagens como Glory e a superequipe The Alies. Após, Marvel Comics (como artista de especiais dos Vingadores, Homem de Ferro, Red Sonja e card games da série OverPower). É professor em várias universidades.

Afonso Romano de Sant’anna

Escritor e jornalista com mais de 40 livros publicados. Professor em diversas universidades brasileiras e no exterior. Foi presidente da Biblioteca Nacional e Secretário Geral da Associação das Bibliotecas Nacionais Ibero-Americanas. Tem participado de dezenas de encontros internacionais de poesia. Mereceu vários prêmios nacionais destacando-se o da Associação Paulista de Críticos de Arte pelo “conjunto de obra”. Foi júri de uma série de prêmios internacionais como o Prêmio Camões (Portugal/Brasil) e Prêmio Rainha Sofia (Espanha). Recebeu algumas das principais comendas brasileiras como Ordem Rio Branco, Medalha Tiradentes, Medalha da Inconfidência, Medalha Santos Dummont.

Mário Viana

Escreveu sua primeira peça – o drama “Anna”- a partir das oficinas de Luiz Alberto de Abreu, na segunda metade dos anos 80, quando conheceu Hugo Possolo, Antonio Araújo, Marici Salomão e outros nomes ligados às artes cênicas dos anos 90. Em 1993, estreou oficialmente com a comédia “Ifigônia”, estrelada por Rosi Campos e Zezeh Barbosa, direção de Roney Facchini. No final dos anos 90, começou a parceria com o grupo Parlapatões, que rendeu os textos “Pantagruel” (em parceria com Hugo Possolo), “Mistérios Gulosos”, “Um chopes, dois pastel & uma porção de bobagem”, além das intervenções teatrais de “O Pior de São Paulo”. Em 2003, o ator Paulo Autran dirigiu “Vestir o Pai”. No mesmo ano, o ator Jairo Mattos dirigiu “Carro de Paulista” (escrito em parceria com Alessandro Marson), que ficou 8 anos em cartaz. Também foram encenadas “Galeria Metrópole”, “Assim com Rose”, “O Médico e os Monstros”, “Amanhã é Natal”, “Pira, Pirandello, Pira”, “Hoje tem Mazzaropi”, “Cheiro de Céu” e “Natureza Morta”, entre outras.

Flávio Marinho

É formado em Direito, em Jornalismo, em Inglês, em Francês e em Espanhol. Exerceu por quatorze anos as funções de crítico teatral e repórter especializado nos jornais “Tribuna da Imprensa”, “Última Hora” e “O Globo”. Além de dramaturgo, com mais de vinte peças de sucesso, Flavio ainda assina inúmeras adaptações, traduções, muitos roteiros de shows, e também direção teatral. Na televisão, o autor já colaborou com roteiros de programas humorísticos, todos da TV Globo, e também musicais, como o Som Brasil, e especiais, como o: “Xuxa e as Noviças”, e em novelas, como Negócio da China e Aquele Beijo (TV Globo). Flavio também coordenou entre 1996 e 2001 a Casa de Cultura Laura Alvim/Funarj, com sede em Ipanema, Rio de Janeiro. Durante oito anos, foi membro do Colegiado da APTR (Associação de Produtores de Teatro do Rio de Janeiro), da qual é sócio fundador. Foi um dos fundadores da ACCT: Associação Carioca de Críticos Teatrais na década de 70. E fez parte do Conselho Estadual de Cultura do Rio de Janeiro no ano de 2007. O autor coleciona incontáveis premiações e também mais de 6 publicações em livro por outras editoras.

Alex Giostri

É formado em Cinema, pós-graduado em Roteiro para Cinema e Dramaturgia e pesquisador em Psicanálise (Freud e Lacan). É editor da Giostri Editora desde 2005 e também dramaturgo e roteirista. Na dramaturgia, Alex idealizou um movimento de novos dramaturgos na cidade do Rio de Janeiro e desde então vem publicando textos teatrais de autores nacionais; no cinema, roteirizou curtas-metragens e está com longas-metragens em desenvolvimento; na literatura, Alex possui oito livros publicados de sua autoria e mais de 350 títulos publicados de outros autores. Na literatura infantil Alex fundou o selo Giostrinho e já publicou mais de 30 autores.

Visitantes Únicos